terça-feira, 6 de novembro de 2007

EARL KLATZEL - Blues contado através das cores

Expressar o blues e seu significado através da música é muito difícil, porque não basta tocar um instrumento ou cantar. Existem particularidades que tornam o gênero ímpar e que muitas vezes ultrapassam o caminho musical. Agora, imagine explicar e expressar o blues em silêncio. Pois é isso que o artista canadense Earl Klatzel consegue fazer com maestria.
Com muito conhecimento da história do estilo musical mais influente do século XX, Earl impressiona e muitas vezes cria pinturas perturbadoras, devido ao enorme conteúdo de informações e expressões que significam muito mais do que palavras. As cores são um caso a parte. Afinal, o período normalmente retratado pelo artista (a grande depressão), sempre nos foi apresentado em livros e revistas através de imagens em preto e branco. Predominam no seu trabalho tons marrons como terra, lama e madeira. Podemos 'assistir' o povo nos campos de algodão, as juke joints, os instrumentos rudimentares e músicos nos mais diversos cenários. Tudo isso em telas pintadas a óleo e acrílico.
Recentemente fui presenteado por Earl com alguns posters e cartões que apresentam sua obra e claro, com qualidade superior do que podemos ver através de seu site oficial. Os detalhes de seu trabalho ganham mais vida. Fico então imaginando como são essas telas originais.
Ele também pinta telas com grandes nomes do blues, sendo que a tela retratando Skip James tornou-se a arte do cartaz do tradicional Monterey Blues Festival realizado em junho deste ano na cidade de Monterey, Califórnia. Klatzel é sempre requisitado para expor seu trabalho nas mais diversas galerias do Canadá e tem sempre artigos publicados em importantes jornais e revistas que destacam a cultura e o blues. O trabalho de Earl já apareceu aqui ilustrando o artigo Na Encruzilhada, com a reprodução da tela intitulada "Dust My Blues" e publicado em dezembro de 2006.
Para conhecer melhor o trabalho desse artista, visite sua galeria com imagens de seus quadros em seu site oficial. Se você gostou do trabalho de Earl Klatzel pode também enviar um e-mail de apoio, considerando que ele gentilmente autorizou o uso de sua obra para, sempre que necessário, ilustrar as postagens do Blues Masters.

Blues Works by Earl Klatzel
info@earlklatzel.com

Agradeço a Earl Klatzel pela atenção e respeito ao blues e a esse blog e pelos e-mails repletos de grandes informações que me envia regularmente. (Thanks Earl for your attention and respect to the blues and this blog, and for the e-mails with nice informations that you used to send me!)


Créditos: (1) ₢ The Unknow Minstrel, (2) Earl Klatzel - divulgação site oficial, (3) ₢ Sonny Terry & Brownie McGhee, (4) ₢ Walkin' Blues.

₢ Courtesy by Earl Klatzel.

7 comentários:

Roberto Terremoto BluesMan disse...

Maravilhoso !!!!

Paz e Blues,
Terremoto

Marceleza Bottleneck disse...

Fala Mr Marcus, essa matéria e esse blog é bem bacana, muito louco mesmo, abraços e muito blues para todos nós

Tomás disse...

Buen blog de musica te invito a ver el mio de retratos http://tomendez.blogspot.com/

Little Thin Jones disse...

Parabéns Marcus! O blog está cada vez mais profissional. Ótimo post!
Sucesso!

Little Thin Jones
www.blueseveryday.blogspot.com

Cauê disse...

Cara genial, a expressão, as cores, a força e a fidelidade de cada detalhe, realmente genial. Não o conhecia.
É possível ouvir um blues apenas olhando suas ilustrações, são imagens sonoras.
Descobri outro dia, um cara chamado Max Hoeffner, argentino que tem umas ilustrações muito boas de blues, se tu não conhece, vale a pena conferir http://www.maxhoeffner.com.ar.
ou http://www.lacasadelblues.com.ar/pinturas/index.htm, onde irá encontrar outros ilustradores argentinos que usam o blues como tema principal.

Parabéns pelo blog, é muito importante para nós.

Marcus Mikhail disse...

Cauê, vou conferir sua indicações. É sempre bom estar conhecendo artistas que expressam o blues por outro caminho q não seja a música.

Obrigado pela dica e comentário !

abraços

andre disse...

Marcão,


parabéns por esta descoberta e mais ainda por repassar pra gente. Um trabalho simplesmente maravilhoso o desse cara.

Abraços

Hohmer